stars – in our bedroom after the war (2007)

Eu nem terminei de ouvir o álbum ainda, mas fiquei tão empolgadinha que preciso postar aqui pra macacada. Fiquei pulando, vibrando, de galho em galho – tudo isso por dentro, é claro, ou vocês acham que eu fico dançando sozinha no quarto quando ninguém está olhando? Errr, tá, faz de conta que não. Enfim, o Stars é aquela banda incrível que tem uma das músicas mais bonitas que eu conheci ano passado – ou seria o retrasado? – Your Ex-Lover is Dead. Título dramático, né, mas a música é bela, bela. Adoro bandas que trabalham com vocal masculino e feminino na mesma música – não gosto de The Ladybug Transistor, Arcade Fire e Broken Social Scene à toa. Mas é ainda mais lindo quando os vocais, que já são bonitos sozinhos, se unem a uma musicalidade tão foda, tão bem trabalhada, que tanto tem o eletrônico como o clássico, quase orquestrado. Daí que o CD novo não deixou nem um pouquinho a desejar, quase dei choradinhas em alguns momentos, juro, juro. Muito bom, talvez uma das coisas que mais me chamou a atenção – no bom sentido – nesse ano. Ainda esperando o White Chalk da PJ Harvey que deve sair no segundo semestre, ê. O que importa é que o In Our Bedroom é incrível já na primeira ouvida, até pela metade, e acho que quem gostar do estilo vai concordar.

In Our Bedrooms After the War 

1. The Beginning After The End
2. The Night Starts Here
3. Take Me To The Riot
4. My Favourite Book
5. Midnight Coward
6. The Ghost of Genova Heights
7. Personal
8. Barricade
9. Window Bird
10. Bitches In Tokyo
11. Life 2: The Unhappy Ending
12. Today Will Be Better, I Swear!
13. In Our Bedroom After The War

Amy Millan é a dona da voz que me deu calafriozinhos na primeira vez que ouvi Ex-Lover, quando ela canta que “this scar is a fleck on my porcelain skin”. Em Today will be better, I swear! ela causa mais ou menos o mesmo efeito. The Ghost of Genova Heights me deixou dançando na cadeira, com um refrão que me lembrou alguma música genérica do Prince. São muitas as faixas que merecem destaque, uma coisa linda, e pra tirar as próprias conclusões… Nem preciso dizer que tem que apagar depois de 24h, né? Depois vou postar os dois primeiros álbuns – Heart e Set Yourself On Fire – porque é meio chato divulgar só o que é novo, né?

Faixas preferidas: Midnight Coward, The Ghost of Genova Heights, Today Will be Better, I Swear!, My Favourite Book.

rs

Advertisements

About Cecília Almeida

Jornalista, 25, mestre em comunicação pela Universidade Federal de Pernambuco. Adora consumir e comentar ficção, em suas melhores formas.
This entry was posted in "alternative", albuns. Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

w

Connecting to %s