Camille: Music Hole

Camille: francesa, charmosa, parte do Nouvelle Vague, toda faceira, lança seu mais novo álbum. Music Hole, de 2008 (fresquinho) tem uma característica básica: o som é todo acapella. Além de afinação, Camille usa de toda sua capacidade de produzir diferentes sons com a boca para fazer os arranjos das músicas. Tá, eu sei, você vai dizer que fazer sons bucais de orquestra é coisa que a louca da Bjork, e que Medulla é uma das coisas mais não digeríveis que a indústria fonográfica já fez e blá blá blá. Só que o que o Medulla tem de estranho (cabe a você decidir se o “estranho” é algo bom ou ruim), o Music Hole tem de natural.

Katie’s Tea, Gospel With No Lord e Sanges Sweets já são favoritas =)

A primeira surpresa do ano:

Track Listings
1. Gospel With No Lord
2. Canards Sauvages
3. Home Is Where It Hurts
4. Kfir
5. The Monk
6. Cats And Dogs
7. Money Note
8. Katie’s Tea 
9. Winter’s Child
10. Waves
11. Sanges Sweet

Download (MF)

Advertisements
This entry was posted in "alternative", femme de la femme. Bookmark the permalink.

5 Responses to Camille: Music Hole

  1. Caio says:

    O àlbum é fabuloso. Só a título de informação: Não é todo capela não… Há um maravilhoso piano dando assistência em algumas faixas, entre outros instrumentos e improvisos de muito bom gosto!

  2. Américo says:

    Pouca gente sabe mas este CD tem a participação de Marcelo Pretto, vocalista do Barbatuques e que abriu a temporada do show da Camille em 2007 pela Europa.

  3. Milan says:

    Bem, o disco é ótimo, Camille é realmente uma artista jovial, divertida e muito talentosa…mas uma coreção se faz urgente… o Medúlla da Bjork pode parecer indigesto, justamente por ir contra a corente de sons óbvios e melodias as quais o mercado está saturado, a cada audição do disco é possivel descobrir coisas novas… Camille deve ter ouvido muito o Medúlla antes de pensar neste projeto. Que elas continuem a experimentar cada uma à sua maneira, sempre seguindo suas inspirações artísticas e não tendências castradoras e óbvias as quais estamos tão tediosamente acostumados.

  4. Jhonny says:

    fantástico,, esse álbum é realmente incrível,, acompanhamento ritmicos dignos de um Barbatuque…
    winters child, canard sauvage , e cats and dogs saõ algumas das faixas , embora o trabalho do album inteiro é uma verdadeira fantasia e delirio aos sentidos..

  5. ca-ê-u says:

    Na verdade me lembro de ter visto uma entrevista dela onde ela disse que a influência dela para esse disco foram de fato Os Barbatuques, que inclusive chegaram a acompanhá-la em algumas apresentações… talvez ela também tenha se inspirado na bjork, mas acho que os barbatuques tiveram um peso maior, o que me deixa bem feliz, afinal, puro talento brasileiro. Camille é uma das poucas artistas atuais que eu considero REALMENTE GENIAIS!

    O CD é bastante experimental, talvez não agrade a todos de primeira, mas é genial.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s